Moçambique — Deslocamento Induzido pela Insegurança na Região Central Relatório 1 (Novembro de 2020)

Contact
DTM Support, DTMSupport@iom.int
Language
English
Location
Mozambique
Period Covered
Nov 05 2020 -
Nov 06 2020
Activity
  • Mobility Tracking
  • Site Assessment

Summary

Um aumento de ataques violentos em áreas do distrito de Gondola em Manica, e dos distritos de Chibabava e Buzi em Sofala desencadeou movimentos populacionais dentro das províncias de Manica e Sofala. Este relatório apresenta os resultados das avaliações de base da Matriz de Rastreio de Deslocamentos (DTM) realizadas pela Organização Internacional para as Migrações (OIM) nas províncias de Manica e Sofala nos dias 5 e 6 de Novembro de 2020. O objectivo do exercício, e do relatório subsequente, é melhorar a compreensão do contexto das deslocações internas e das necessidades desta população deslocada.

Através destas avaliações, a OIM identificou cerca de 7.038 pessoas deslocadas internamente (PDI), ou 1.372 agregados familiares. A maioria (54%) dos indivíduos deslocados são crianças, enquanto 28% são mulheres e 18% são homens.

Os líderes comunitários e os principais informadores entrevistados atribuíram os movimentos populacionais ao recente aumento dos ataques de um grupo chamado Junta Militar da Renamo e ao subsequente receio de insegurança nas áreas acima mencionadas. A deslocação identificada continua a ser interna às províncias.

Além disso, as principais necessidades identificadas pelos principais informadores são alimentação, abrigo, Água, Saneamento e Higiene (WASH), acesso a actividades de geração de renda e acesso a água potável (todas relatadas em todas as 5 localidades visitadas).

Por último, as informações detalhadas neste relatório incluem uma visão geral da deslocação, perfil demográfico, intenções de retorno, razões da deslocação, locais de origem e tipos de abrigo, necessidades não supridas das populações deslocadas, e uma breve análise sectorial.

Give us your feedback

Image CAPTCHA